Marcelo Lara Negócios Imobiliários

Vendas de imóveis novos em São Paulo sobem 27,1% no primeiro trimestre de 2013

saopauloPesquisa divulgada na semana passada pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP) mostra que as vendas de imóveis residenciais novos na cidade de São Paulo totalizaram 4.087 unidades em março, alta de 83,9% ante os 2.223 imóveis vendidos em igual mês de 2012. A entidade avaliou o resultado da pesquisa como “surpreendente”.

Os resultados também foram positivos em relação aos lançamentos de imóveis, que de acordo com a Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), atingiram 2.845 unidades, com aumento de 80,35% em relação às 1.578 unidades de igual mês do ano passado.

Com esses resultados, o mercado imobiliário na cidade de São Paulo fechou o primeiro trimestre com 6.862 unidades vendidas, o que representa uma alta de 27,1% se comparado ao resultado de 5.400 imóveis comercializados de janeiro a março de 2012.

Até março, as vendas na Região Metropolitana de São Paulo somaram 11.496 unidades, um crescimento de 18,5% diante dos 9.703 imóveis residenciais de igual período de 2012. Para este ano, ainda está prevista a entrega de 580 mil m² de escritórios.

Apesar dos indicadores positivos, o vice-presidente da área, Emílio Kallas, acredita que o mercado imobiliário ainda corre riscos. “As restrições impostas pela prefeitura à aprovação de projetos são absurdas. Aliando os altos preços dos terrenos às inumeráveis contrapartidas, o setor não vai manter esse ritmo de crescimento”, asseverou, completando que para reverter essa perspectiva é necessária a revisão das legislações que regem a produção imobiliária.

Avenida Paulista ganhará mais um centro cultural

Em três anos, a Avenida Paulista ganhará mais um centro cultural. Conhecido por guardar desde 1992 um rico acervo de fotografia, artes plásticas, música e literatura, o Instituto Moreira Salles (IMS) terá sua sede paulistana na mais famosa avenida da cidade, entre as Ruas Bela Cintra e Consolação. O novo espaço terá três andares para exposições, um cinema, um restaurante e um café.

Entidade sem fins lucrativos, o IMS tem hoje três centros culturais: em São Paulo, no Rio e em Poços de Caldas (MG). Na capital paulista, entretanto, o endereço em Higienópolis é um tanto acanhado: tem uma galeria de cerca de 240 metros quadrados, ante 1,2 mil metros quadrados destinados à função no novo prédio. “O terreno já era do instituto desde 2003. Há alguns anos estávamos planejando essa construção”, explica Flávio Pinheiro, superintendente do IMS. Nesse entretempo, funcionava um estacionamento no local.

3960

Concurso. Em 2011 foi lançado um concurso para eleger o melhor projeto arquitetônico. “Queríamos arquitetos brasileiros, mas que ainda não fossem medalhões”, diz Pinheiro. “A ideia era privilegiar a nova arquitetura brasileira que está surgindo e é muito interessante.” Levou a melhor o escritório Andrade Morettin Arquitetos.

Após anos em que as poucas pedras de construção na Paulista eram os seixos rolados colocados nas floreiras dos edifícios, esta não deve ser a única obra em andamento na avenida. Houve um boom imobiliário nos anos 1980 e duas décadas praticamente sem novidades – exceções são o Condomínio CYK (inaugurado em 2003) e a Torre João Salem (de 2009). Agora, há quatro empreendimentos sendo erguidos na avenida.

A sede do Instituto Moreira Salles deve valorizar muito a localização, o “estar na Paulista”. Tanto que o projeto prevê uma escada rolante de 15 metros de altura, ligando o “meio” do prédio até o nível térreo. “Chamamos isso de térreo elevado. Será uma praça no meio do edifício, por onde o percurso pelo centro cultural efetivamente deve começar”, afirma o arquiteto Marcelo Morettin. “Nossa preocupação é integrar o prédio com o entorno. Não queríamos que ele se fechasse para a cidade.”

Intelectuais nacionais e estrangeiros acreditam que a Avenida Paulista, tida como o maior centro financeiro do País, deve cada vez mais explorar sua vocação cultural. “Acho fantástica a ideia de que a avenida se torne um polo de criatividade no Brasil”, comentou o sociólogo italiano Domenico De Masi, em conversa com o Estado ocorrida no mês passado, quando ele visitava a cidade.

1326744274_i311226

Projeto. Dono de um acervo de 800 mil imagens, 100 mil fonogramas, 1,2 mil obras de iconografia do século 19 em papel e 400 mil documentos e livros de arquivos pessoais de escritores e pensadores, o instituto não vai ter falta de material para ser exibido no prédio da Paulista. Além das exposições, o cinema deve ser incorporado à agenda cultural paulistana, uma vez que vai servir tanto para mostras específicas como, planeja-se, entrará para o circuito de filmes de arte.

“Também nos preocupamos em planejar o edifício de modo que não ficasse um museu burocrático”, afirma o arquiteto Morettin. A equipe encarou como um desafio o fato de o terreno ser considerado pequeno para um edifício com essas funções – são 20 metros de frente por 50 metros de fundo. “Forçosamente, acabamos tendo de resolver o prédio verticalmente”, complementa. “Mas com a ideia da praça no meio do edifício, o percurso a pé pelos espaços expositivos se torna perfeitamente agradável e possível.”

e4d-instituto_moreira_salles-grid_8

Morettin conta que foram dois meses para preparar o estudo preliminar do projeto, em 2011, a fim de participar do concurso. Uma vez escolhidos, os arquitetos do escritório ganharam o reforço de consultores e engenheiros e se dedicaram ao longo de 2012 para concluir o projeto.

“Acredito que o importante foi termos partido de uma premissa de que era preciso valorizar a efervescência cultural que já existe na Paulista, com fluxo constante de todo tipo de gente”, avalia Morettin.

Tanto tempo depois, falta pouco para a obra sair do papel. O IMS corre atrás das últimas pendências burocráticas no Poder Público. A expectativa é de que a construção comece ainda neste semestre.

Revestimento autocolante: resistência e acabamento nas paredes ou nos móveis

Com a correria do dia a dia, pequenos trabalhos manuais ou reformas caseiras simples ajudam a desopilar e a fazer com que nos sintamos úteis e produtivos. É por isso que cada vez mais cresce o número de pessoas adeptas ao modelo “faça você mesmo”.

Hoje, decorar não é tarefa apenas para os profissionais especializados. As pessoas estão mais participativas, deixando o lar com as suas próprias características e do seu gosto. Para facilitar essas atividades, diversos produtos de fácil manuseio e instalação constantemente chegam ao mercado.

14988545

Pensando nisso, uma das recentes opções é o TACdecor, um revestimento resistente, autocolante e de instalação simples da empresa catarinense da mesmo nome. Com matéria-prima à base de couro sintético e 100% em algodão, o produto foi desenvolvido e beneficiado para tornar possível a sua aplicação em diversas superfícies, como paredes de concreto, móveis de MDF, além de madeira, gesso, vidro, plástico, metal e superfícies com curvas. Entre as suas vantagens está a de não exigir nenhum preparo extra, vindo pronto para instalar e com cura instantânea.

14988570

Além das facilidades de aplicação, o produto contém opções de texturas, cores e imagens, o que permite ampla personalização independentemente do gosto do cliente.

Entre as possibilidades nos projetos residenciais, o revestimento surge como alternativa no acabamento interno de veículos – em painéis plásticos ou de madeira –, de embarcações – adaptando-se bem a superfícies curvas e cantos –, e ainda serve como recurso viável na ambientação de espaços profissionais, como lojas, escritórios e até mesmo restaurantes.

O material é diferente do papel de parede, pois já vem com a sua própria cola, pronto para instalar e pode ser aplicado por qualquer pessoa, profissional ou não. Segundo o fabricante, a sua durabilidade também é superior e, em função da sua composição, alcança outros benefícios, como a diminuição do calor interno dos ambientes.

14988561

Em paredes com infiltração ou problemas de umidade constante, é recomendável a avaliação de um especialista, pois o produto, embora resistente, não contém a umidade, que pode liberar partículas e ocasionar bolhas na pintura, prejudicando a aderência do revestimento. Por outro lado, se a parede não tem infiltrações visíveis, o revestimento proporciona o isolamento da área, evitando a infiltração da umidade.

Vista Software desenvolve vídeo para divulgar seus serviços

Vista Software, parceira da Marcelo Lara Negócios Imobiliários uma das maiores empresas de software imobiliário do Brasil, acaba de divulgar seu novo vídeo, que através de simpáticas ilustrações animadas apresentam os serviços prestados pela empresa.
Confira abaixo o resultado:

Como descobrir quanto vale o seu imóvel

Existem algumas maneiras de avaliar o preço do seu imóvel. Umas são mais apuradas e indicadas para quem deseja estipular um valor mais preciso ao colocar o imóvel à venda. Outras, mais superficiais, podem ser indicadas para quem apenas quer ter uma noção sobre o valor do seu patrimônio. Confira a seguir o que fazer para precificar seu imóvel.

Consulte um corretor

120827083607corretorPara quem precisa definir um valor para o imóvel porque tem o objetivo de vendê-lo, o melhor caminho é a consulta a um corretor de imóveis.

Quando o imóvel é colocado à venda em uma imobiliária o mais comum é que ela faça a avaliação sem cobrar nada por isso. Mas, caso o proprietário queira consultar um corretor apenas para isso, ele cobrará um valor à parte pelo serviço.

“O parecer técnico é muito bom para que a pessoa não tenha ansiedade ao fazer o negócio, porque o proprietário passa a conhecer o preço de mercado do seu imóvel e entende exatamente se está o vendendo por um preço acima ou abaixo do seu valor”

Engenheiros e arquitetos também podem definir valores para imóveis, ou elaborar pareceres técnicos. Mas, segundo Viana Neto, a consulta a corretores é fundamental porque eles estão intimamente envolvidos com o mercado imobiliário da região. Em função disso, engenheiros e arquitetos que fornecerem pareceres devem consultar um corretor

Acesse sites que o ajudem a estimar o valor do seu apartamento

logo_novo

Para quem apenas deseja ter uma ideia de quanto está valendo o seu imóvel, a opção mais indicada é fazer uma busca pela internet. Alguns sites, como o “Quanto Vale meu Apê?” e o “123i”, possuem ferramentas que permitem ao usuário encontrar estimativas sobre o valor exato do seu imóvel ou de imóveis parecidos em um mesmo bairro.

No Quanto Vale meu Apê, o usuário informa a área, o número de dormitórios, suítes, vagas do imóvel e a sua localização. O sistema fornece então uma estimativa de mercado do preço de imóveis similares localizados no mesmo bairro. O serviço é disponível para os estados de Ceará, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e do Distrito Federal.

Já o 123i informa exatamente o valor estimado dos imóveis de um determinado edifício, mas por enquanto o serviço só inclui dados de imóveis em São Paulo, capital.

Segundo o 123i, por meio de análises estatísticas, informações históricas de transações e do uso de algoritmos é possível inferir estimativas científicas de valor para um imóvel padrão de um determinado edifício. “Se um usuário coloca um valor diferente, nós temos uma equipe de estimativa que avalia essa contestação para checar se a informação faz sentido”, explica Rafael Guimarães, diretor de operações do site.

Pesquise valores de imóveis similares

fachada 2

Buscar preços de imóveis similares à venda na mesma rua, ou em endereços próximos também pode ajudar quem quer uma ideia do valor do seu imóvel sem preciosismo, ou para quem quer se certificar de que a avaliação já feita por uma imobiliária está dentro dos parâmetros para a região.

Portais como o 123i e outros, como o Viva Real, Zap Imóveis e Imovelweb, possuem milhares de anúncios em diversas cidades do país. Mas, caso você não encontre anúncios próximos à sua casa na internet, a saída é fazer uma caminhada pela região e se informar com porteiros, zeladores e moradores sobre quanto custam os imóveis por lá.

Entenda o que pode influenciar o valor

O valor de um imóvel é afetado por inúmeros fatores, tanto racionais, quanto emocionais. Mas alguns critérios se destacam para a formação do preço, como a localização, o tamanho, o estado de conservação, a área de lazer do condomínio e fatores mercadológicos que influenciam a oferta e a procura dos imóveis.

O presidente do Creci-SP, José Augusto Viana, explica que muitas vezes dois apartamentos podem ser aparentemente muito semelhantes, mas alguns detalhes podem tornar seus preços muito distintos. “Às vezes, dois imóveis ficam em um mesmo bairro, na mesma rua e muitas vezes dentro do mesmo prédio, mas têm valores diferentes porque um deles fica no lado esquerdo e outro no lado direito, por exemplo”, diz.

Andares mais altos costumam ser mais caros, assim como apartamentos voltados para a face norte em regiões frias, uma vez que eles são mais ensolarados. E em uma mesma região, um prédio mais novo, com uma fachada mais atraente também poderá ter um preço maior do que um imóvel em um prédio antigo, mesmo que sua área seja maior.

Personalização, cultura e privacidade são as bases do novo luxo na hotelaria

A valorização das pequenas experiências, do conhecimento e da personalização, em detrimento à ostentação já caminhava a passos lentos, mas ganhou nova aceleração quando estourou a crise econômica. Mas enquanto as marcas ainda quebram a cabeça para traduzir esses novos códigos do luxo imaterial em produtos, a hotelaria os consolidam com a ajuda das redes sociais. “O Facebook e o Twitter se tornaram poderosas fontes de pesquisa para que possamos surpreender o cliente e entregar o luxo emocional que ele espera”, afirma Ömer Acar, diretor geral do hotel Le Royal Monceau-Raffles, em Paris.

quarto-de-hotel-de-luxo-03

Não que os lençóis de mil fios egípcios, as camas ultraconfortáveis e a banheira de hidromassagem tenham sido deixados de lado, mas juntam-se a isso pequenos detalhes que certamente fazem diferença. “Ao invés de receber o hóspede com champanhe e chocolates, podemos esperá-lo com um suco de frutas fresquinho se soubermos antecipadamente que ele está de dieta”, exemplifica Nathalie Seiler-Hayez, gerente geral do hotel The Connaught, em Londres. Ou, como aconteceu com Acar, ganhar pontos com a ajuda de uma simples Coca Zero. “Ficamos dias tentando achar algo no Twitter de um cliente que nos desse uma pista de seus gostos pessoais e não havia nada. Mas pouco antes dele desembarcar vimos um post reclamando da ausência do refrigerante no voo. Foi a nossa salvação. Enviamos o refrigerante com o carro que o pegaria no aeroporto”, lembra o executivo, que aproveitou uma falha de outra empresa para fortalecer seu relacionamento com o hóspede.

Mas nem só as redes sociais se tornaram preciosa fonte de informação para os hoteleiros. O próprio staff passou a ser mais valorizado e ganhar treinamento diferenciado para servir como araponga. “Contamos com eles para identificar os gostos e desejos dos clientes durante a estadia e nos ajudar a surpreendê-los nos pequenos detalhes. E isso vale do concierge à camareira”, diz Rebecca Sajours, gerente de vendas do grupo hoteleiro Maybourne, dono das bandeiras Claridge’s, The Connaught e The Berkley, em Nova York. “A camareira, por exemplo, pode nos dar dicas preciosas para arrumarmos o quarto da forma que o cliente mais gosta e o concierge, de que tipo de interesses ele tem. É um trabalho de observação e adaptação que envolve toda a equipe, o tempo todo”, afirma Nathalie.

suites+e+quartos+com+luxo+total+1304177594

Sem poder contar com um incremento no quadro de funcionários para assegurar as exigências dos novos tempos, a saída foi peneirar apenas os mais qualificados. O que significa ser um mestre em buscas pela internet, ser discreto, atento e prestativo, ter profundo conhecimento de artes plásticas ou história e conhecer a região em que trabalha como a palma de sua mão. “Em um mundo tão globalizado e pasteurizado, os hóspedes querem imergir na verdadeira cultura local durante sua estadia”, diz Alessandra Baldeschi, diretora de comunicação do hotel Principe di Savoia, em Milão.

Que o diga Ömer Tosun, proprietário do Museum Hotel Capadócia, primeiro Relais & Chateaux na Capadócia, onde tudo se baseia na história e cultura turca. “As pessoas querem se nutrir com a cultura local. Querem vivenciar a Turquia dentro e fora do hotel, com serviço de primeira”, garante o hoteleiro. Não à toa, ele investiu mais de dez anos na restauração do local, que conta com uma galeria subterrânea com antiguidades datadas de 3 mil anos a.C, encontradas durante a construção do hotel, spa com tratamentos tradicionais, aulas de culinária turca e restaurante com menu que resgata pratos locais pouco usuais atualmente.

quarto-de-hotel-de-luxo-07quarto-de-hotel-de-luxo-05

Mas se a imersão na cultura local é quesito valioso, a privacidade dos hóspedes e a sensação de que toda a estrutura do hotel funciona apenas para servi-lo, também. Daí algumas propriedades terem optado por reduzir o número de quartos, ampliar os espaços dedicados à área comum ou mesmo limitar o acesso de não-hóspedes às dependências. Caso do Setai, em Miami Beach, onde a praia em frente ao hotel e as três piscinas são privativas e a reserva nos restaurantes é prioritária aos clientes. Se a tudo isso for possível incluir dedicação quase exclusiva, melhor. “Especialmente os clientes da América do Sul, que estão acostumados a ter diversos funcionários em casa, querem muita agilidade no atendimento” diz Ivan Bauza, diretor de vendas e marketing do Setai.

Segundo os hoteleiros, cuidados como esses têm garantido taxas de retornos maiores que nos anos anteriores. Afinal, como resume Acar, passou-se a vender felicidade ao invés de quartos para hospedagem.

Bairros planejados viram alternativas nas grandes cidades

Com o crescimento desordenado das grandes cidades nas últimas décadas, os bairros planejados vêm despertando cada vez mais a atenção de incorporadoras e companhias de urbanismo.

Estes novos conceitos de “condomínios” têm sido construídos para se evitar grandes deslocamentos, com os projetos reunindo numa mesma área espaços para moradia, trabalho e lazer.

jardim-das-perdizes-ok

É como se fosse o planejamento urbanístico de um bairro inteiro, com prédios residenciais, comerciais, de serviços, hotéis e parques, além de todo o desenho de ruas, acessos e iluminação pública que são desenvolvidos por empresas privadas.

“Lugares assim são bem vistos pela população porque propõem uma qualidade de vida maior. Além disso, o morador nunca será surpreendido com a construção de uma indústria do lado da sua casa, por exemplo, pois tudo é planejado antes das obras”, afirma Luiz Paulo Pompéia, presidente da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio).

A nova tendência fez a construtora Tecnisa lançar o maior empreendimento de sua história. Chamado de Jardim das Perdizes, o bairro planejado fica na região da Barra Funda e foi construído em um terreno de 250 mil metros quadrados.

jardim-das-perdizes-2

O complexo terá cerca de 30 torres residenciais e comerciais, com apartamentos de 90 a 270 metros quadrados, além de um hotel e um parque público de 50 mil metros quadrados. A expectativa é que o projeto tenha um potencial de vendas que possa chegar a R$ 5 bilhões, já que o lugar deve receber mais de 10 mil moradores.

“Esses bairros planejados têm seduzido o mercado em geral. Geram uma arrecadação maior para a prefeitura, por causa de impostos como IPTU e ISS, gera mais emprego no local e fixa mais as pessoas na mesma região, evitando os grandes deslocamentos”, avalia Luiz Augusto de Almeida, diretor da Sobloco Construtora, que lançou em 2007 o Espaço Cerâmica, localizado numa área de 300 mil m² em São Caetano do Sul, na divisa com a Capital.

O espaço conta até com um centro de compras, o Parkshopping São Caetano, que acomoda 242 lojas e mais de 2 mil vagas de estacionamento. Tudo para atender a previsão de um movimento superior a 23 mil pessoas por dia, das quais 7 mil serão moradores do local.

Há ainda a previsão de o espaço receber nos próximos anos uma unidade do Hospital São Luiz, com capacidade para atender 20 mil pacientes por mês. O empreendimento deverá atrair investimentos superiores a R$ 1 bilhão e criar milhares de postos de trabalho.

O novo modelo de ocupação urbana chegou até o Recife. A Odebrecht Realizações Imobiliárias está desenvolvendo a Reserva do Paiva, um bairro de 5,26 milhões de metros quadrados entre o centro da capital pernambucana e o porto de Suape.

A expectativa da empresa é de que cerca de 40 mil pessoas morem naquele local, que deve somar um VGV (Valor Geral de Vendas) de R$ 12 bilhões.

1344688265_427021433_6-VILA-DOS-CORIAS-NA-RESERVA-DO-PAIVA-Brasil

“É um novo bairro no município. Então, é claro que apartamentos nestes locais deverão ter uma valorização expressiva, bem maior que a inflação. Mas, é bom lembrar que essas comunidades são públicas, ou seja, todos os serviços ali presentes podem e devem ser utilizados por moradores do entorno do empreendimento”, completa Almeida.

Este novo conceito, no entanto, ganhou grande adesão no Estado do Rio de Janeiro. Cidades como São Gonçalo, Maricá, Itaboraí e Rio das Ostras, já contam com muitos lançamentos de bairros planejados.

“No Rio, ainda há muito mais terrenos disponíveis para se desenvolver empreendimentos como estes. Diferentemente de São Paulo, por exemplo”, finaliza Pompéia.

Piscinas infinitas são opção para arquitetura sofisticada e aconchegante

As piscinas com bordas infinitas são lindas, valorizam a arquitetura e criam a ilusão de que a água some no horizonte. Esse recurso é cada vez mais especificados nos projetos, tanto residenciais quanto comerciais.

Além da beleza, as piscinas valorizam o imóvel e realçam a beleza do entorno, como reforça a arquiteta Adriana Morávia: “O maior benefício de uma piscina desse tipo é a vista panorâmica e o meio ambiente. Ela confunde-se com o céu, montanhas ou jardim”. Além disso, há outras vantagens. “Elas possuem um sistema de filtragem que ajuda a bombear água, a partir do tanque de retorno para a piscina principal. O sistema de retorno da água é o mesmo usado na filtragem, por isso, é possível utilizar a mesma bomba e o filtro da piscina”, explica Adriana.

Para apreciar toda a beleza da piscina com borda infinita e tornar o lazer mais prazeroso é preciso, antes, tomar alguns cuidados. É necessário prever no projeto onde a água vai transbordar para não molhar todos os ambientes em volta, já que nesse tipo de piscina há essa possibilidade. “O ideal é especificar grelhas ou mesmo um espelho d’água junto com a piscina. Outro cuidado importante é com as crianças, se o desnível for muito grande, para evitar acidentes”, destaca a arquiteta Flávia Soares.

Segundo Adriana, as piscinas de borda infinita podem ser especificadas em terrenos que tenham no mínimo trinta metros quadrados. Os materiais usados para projetá-las são os mesmo utilizados em piscinas comuns. Mas na construção, um detalhe é imprescindível. “É preciso instalar um tanque de retorno, em formato de calha, ao redor da piscina para que a água caia e seja coletada, e retorne para a piscina através de eletrobombas”, lembra a profissional.

Esse tipo de piscina cai bem com qualquer décor, mas Flávia dá dicas de ambientes que podem valorizar ainda mais a beleza desse recurso. “A piscina com borda infinita cai muito bem com um deck. Assim, a área de lazer fica mais aconchegante e sofisticada. Uma boa pedida também é inseri-la em terrenos mais inclinados e em pilotis”, encerra a arquiteta.

Decoração retrô dá toque original ao quarto do bebê

O quarto de bebê merece uma decoração na medida certa, que leve em conta o conforto e as necessidades do pequeno morador. Os pais normalmente de divertem com a montagem do cômodo e procuram trabalhar com diferentes elementos decorativos que ditam o rumo do projeto, como as cores, móveis, acessórios e revestimentos.

Existem ideias que servem de inspiração para o quarto do bebê. No entanto, algumas abordagens são tão óbvias que já estão desgastadas, como combinar rosa com branco para decorar um quarto de menina.

20130507153608597142a

Quem deseja fugir do óbvio e elaborar uma decoração mais original para o quarto do bebê pode se inspirar na temática “retrô”. A proposta consiste basicamente em resgatar tendências de outras épocas, ou seja, montar o ambiente com releituras de móveis e acessórios que se consagraram nas décadas de 40, 50, 60 e 70.

Muitos pais se identificam com o estilo retrô, afinal, os elementos visuais criam uma atmosfera acolhedora, nostálgica e delicada. As peças que fizeram sucesso em outros tempos também são capazes de criar um clima mais charmoso, em comparação com as propostas atuais.

Se o quarto for feminino, a decoração pode ser inspirada na onda pin-up. O estilo valoriza tons contrastantes, como preto e rosa, amarelo e preto ou verde e preto. As combinações parecem ousadas para o quarto de um recém-nascido, mas o resultado visual é muito interessante.

Existem outras formas de ressaltar o clima retrô, como o uso de estampas de poás e listras. Esta aposta é muito eficaz na decoração, principalmente na hora de trabalhar com os têxteis e com papel de parede. Quanto ao mobiliário, ele é composto por peças com estilo clássico.

20130507153628740681u

As luminárias também se destacam como elementos decisivos neste tipo de decoração. O lustre, por exemplo, pode ficar pendente e proporcionar uma saudosa viagem ao passado. Acessórios como brinquedos antigos também ajudam a criar um clima nostálgico.

5 hotéis super caros e luxuosos pelo mundo

Já imaginou gastar cerca de um milhão de dólares em um pacote de viagem? Quem se hospeda e uma dos hotéis mais caros e luxuosos do mundo pode chegar a gastar tudo isso só para desfrutar de padrões de conforto inimagináveis para nós, reles mortais. Nesses lugares, uma simples sobremesa pode valer ouro e personalização é a alma do negócio.

Conheça agora alguns dos hotéis mais caros e sofisticados do planeta e descubra o que faz algumas pessoas gastarem fortunas só para dormir ou jantar neles.

hotel_mardan_palace

Emirates Palace

Com 302 quartos e 92 suítes decorados com mármore importado e folhas de ouro, o Emirades Palace fica em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos. Os quartos possuem sistema de entretenimento individual e controles de luz por touchscreen.

Além dos dois tapetes tailandeses, que chegam a pesar uma tonelada, e das mais de mil luminárias, o hotel conta com 128 cozinhas e gasta, por ano, cinco quilos de ouro comestível nas sobremesas. A construção desse nada modesto palácio custou 3 bilhões de reais, o equivalente ao PIB de países africanos como Ruanda e Malauí. Um pacote de férias de uma semana, personalizado ao gosto do cliente, pode chegar a custar um milhão de dólares.

emirate4s

Hotel Cliveden

Esse clássico hotel localizado em Berkshire, Inglaterra, é digno da realeza britânica. Já serviu de repouso para gente ilustre como o rei George I, Charles Chaplin, Roosevelt e rainha Victoria. O lugar investiu em móveis e antiguidades para dar aos visitantes a sensação de estar em um hotel do século XIX.

Ele possui uma área de mais de 1.500 quilômetros quadrados de jardins e bosques, além de spas, barcos e lanchas para quem quer cruzar o Tâmisa em um navio de alto padrão. O lugar recebe festas e eventos da nata da sociedade britânica. Uma noite no hotel custa a partir de 820 reais e pode chegar a 5 mil reais. Muito dinheiro só para ser vintage, não acha?

cliveden-pa-460_1490080c

Wolgan Valley Resort e Spa

Localizado no deslumbrante cenário das Blue Montains, na Austrália, o lugar é um refúgio para turistas de alto poder aquisitivo. Foi construído em uma antiga fazenda e garante privacidade e o descanso total a quem chega, proibindo o acesso de pessoas de fora, além de não possuir cobertura de telefone celular.

Apesar do estilo rústico, o hotel possui estrutura moderna e 40 suítes em forma de bangalôs, equipadas com jacuzzi e piscinas privativas. Espere gastar, em média, 3 mil reais por uma noite aqui.

Wolgan-Valley-Resort-Spa_CNT_31mar10_pr_b

Seven Stars Galleria

O único hotel sete estrelas de toda a Europa fica em Milão, na Itália. Construído dentro da Galleria Vittorio Emanuele II, um monumento histórico do século XIX, o lugar oferece uma experiência totalmente personalizada para seus hóspedes. No momento da reserva, os membros do staff fazem uma pequena entrevista para descobrirem as preferências individuais de cada pessoa.

Um motorista, uma limusine e um mordomo aguardam a chegada dos clientes ao aeroporto e ficam à disposição durante toda a estadia. E você pode esperar mais mimos: um drink de boas vindas ao som da sua playlist favorita, sua marca de travesseiro e cobertor predileta e seus pratos preferidos te aguardam no Sevem Stars Galleria. Tudo isso por uma bagatela de no mínimo 1,3 mil reais.

7star

Faena Hotel and Universe

Um mergulho pelo mundo das celebridades e milionários, o Faena Hotel and Universe é um recanto de elegância e beleza localizado bem aqui, na América do Sul, mais especificamente em Puerto Madero, Argentina. Um dos restaurantes do lugar, o El Bistro, é considerado um dos três melhores em hotel do mundo.

Decorado por um dos designers mais famosos da atualidade, o francês Philippe Starck, o lugar possui quartos brancos que transmitem a mais pura paz, um spa e uma casa de shows no estilo dos cabarets dos anos 1920 onde é possível assistir a incríveis apresentações de tango e shows musicais. Gostou? Então espere desembolsar cerca de mil reais por noite para ficar ali.

Hotel-Faena-Universe-Buenos-Aires

%d bloggers like this: