Cidade de São Paulo concentra mais de 60% do mercado de luxo no Brasil

Setor movimentou R$ 12 bilhões em 2014 no país e crescerá aproximadamente 5% em 2016.

luxo sp

Desfrutar de um jantar romântico num iceberg, viver por dez dias as mesmas aventuras de James Bond e contar com uma assistente pessoal dentro do carro são apenas alguns dos exemplos de serviços superexclusivos direcionados a poucos que podem pagar muito.

O conceito de luxo está ligado a melhores formas de aproveitar o tempo, pois viver uma experiência inesquecível tem se tornado mais importante do que adquirir bens de consumo. É sobre essa tendência do mercado de luxo que o ‘Mundo S/A’ vai abordar, exemplificando com negócios nacionais e internacionais de sucesso.

O mercado global do luxo movimentou, em 2014, £865 bilhões. Já no Brasil, foram R$ 12 bilhões e este ramo crescerá aproximadamente 5% em 2016, pois, para os consumidores, o produto de luxo vale menos que a experiência. As principais tendências para o mercado de luxo são serviços ligados ao bem-estar, à personalização, curadoria e aluguel de artigos. “Serviços de luxo são todos os serviços pessoais: viagens, estilo de vida, mimos. O consumidor de luxo, entre outras coisas, gosta muito de ser mimado”, afirma Silvio Passarelli, diretor da Faculdade de Administração FAAP.

A produtora de viagens Matueté, por exemplo, é dedicada a proporcionar experiências totalmente customizadas para clientes dispostos a desembolsar até cerca de R$ 300 mil por ano. Atualmente, as pessoas têm descartado cada vez mais um intermediário para planejar uma viagem, pois são inúmeros os sites e aplicativos que fazem comparação de preços e reservas de hotéis e passagens, facilidade usada por 85% dos viajantes antes de fechar um pacote – serviço oferecido antes pelas agências de viagens. A empresa buscou entender a necessidade de cada hóspede individualmente e customizar a viagem ao seu desejo, pois se fosse uma mero intermediária, seria descartada.

A cidade de São Paulo concentra mais de 60% do mercado de luxo no Brasil, seguida do Rio de Janeiro, com 25%. Especialistas acreditam que, em 2025, Brasil, Rússia, China e Índia representarão 52% do mercado de luxo no mundo. “Lenta e gradualmente, o mercado de luxo no Brasil vai ganhando maturidade. Nós passamos daquela fase do luxo voltado para produto para uma fase mais evoluída, mais madura, do luxo voltado para serviços. Aquele luxo da ostentação, das coisas muito caras, está cedendo lugar a um luxo experiencial”, declara Passarelli.

Fonte: Globo News

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: