BOA MARCENARIA E INTEGRAÇÃO DOS AMBIENTES TRANSFORMAM APÊ DOS ANOS 1960Fonte:

ap4

Após a demolição de paredes para ampliar e integrar os espaços, peças de marcenaria especiais entraram para definir e valorizar os ambientes na reforma deste apartamento de 270 m² em São Paulo. Projeto do escritório FGMF Arquitetos

Por ocupar um andar inteiro, o apartamento de 270 m² é banhado pelo sol nas quatro faces de um prédio típico do bairro Higienópolis, em São Paulo. A generosa entrada de luz natural, que é facilitada ainda pelas janelas do piso ao teto, agradou de cara o jovem casal com um filho pequeno. Mas o imóvel antigo precisava se adequar à nova lógica da vida doméstica: mais integração e menos isolamento. Por sorte, a estrutura do edifício, construído no início dos anos 1960, permitiu a demolição de várias paredes para abrir os cômodos e promover a integração dos espaços na área social.

A retirada das paredes que separavam um dos três quartos e a sala de jantar proporcionou o living amplo e contínuo, cercado pelas grandes janelas, que deixam ver as árvores do bairro. “Para organizar os espaços, partimos do gosto dos moradores pela leitura. Criamos elementos de madeira para guardar livros que definem os diferentes ambientes”, diz o arquiteto Lourenço Gimenes, do escritório FGMF Arquitetos.

O maior elemento é como uma nova construção, com estrutura e vedação de madeira, que engloba o hall de entrada e o lavabo, cobre a sala de estar e termina em lareira. “É uma caverna de leitura repleta de nichos nas laterais e no teto que acomodam parte das coleções da família”, explica Lourenço. Para completar o conjunto, uma estante com rodízios desliza em trilho para separar a sala de jantar, quando é necessário. Outra estante vazada e com dupla face fica entre o espaço de charutos e a sala de TV, instalada onde era o terceiro quarto.

O assoalho original de parquet foi restaurado e reproduzido para revestir áreas, como o lavabo. Na ala íntima, os dois quartos maiores e os dois banheiros viraram duas espaçosas suítes. Para aumentar a do casal, um dos dois quartos de empregados foi eliminado. Esse cômodo deu lugar a dois boxes no banheiro: um para o vaso sanitário e outro para as duchas.

Os diferentes elementos de marcenaria também ficaram com a importante função de proporcionar a iluminação indireta nos ambientes. Todos os nichos receberam fitas de Led na parte interna. “Criamos construções funcionais, estéticas e sensoriais”, afirma Lourenço. “A flexibilidade dos espaços, com poucas paredes e muitas transparências, tornou o apartamento despojado e agradável para a família viver bem.”

ap1

ap2

ap3

Fonte: Casa e Jardim

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: