Mini apê tem planta dinâmica e atual

Arq

Os pop-ups, dobraduras de papel que saltam do meio dos livros, fazem sucesso entre os leitores infantis. Essa referência lúdica e divertida foi utilizada pelos arquitetos Arantza Ozaeta Cortázar e Álvaro Martín Fidalgo, do Taller DE2, para batizar o projeto realizado para esse apartamento com 68 m² de área. O imóvel, remodelado para atender as necessidades de um jovem solteiro com pouco mais de trinta anos, fica em um edifício de meados do século 20, em Madri.

O trabalho, que demandou inventividade e muitos testes, foi motivado pela crescente procura por apartamentos single. Em países como a Alemanha, França, Reino Unido e Japão cerca de 40% das casas são ocupadas por uma única pessoa. A maioria dessas moradias, contudo, foi concebida como habitação unifamiliar, com áreas compartimentadas.

A intervenção proposta pelos arquitetos espanhóis começou com a eliminação de todas as vedações dispensáveis para um morador que vive sozinho. Na planta original, pouco mais de 50% da área do piso era, de fato, espaço aproveitável. Com o layout aberto, o usuário passou a ter 77% do espaço à sua disposição.

Arq3

Nesse vão com mínimas interferências (basicamente dois pilares metálicos), os arquitetos construíram módulos a partir de painéis leves de OSB (Oriented Strand Board) que se estendem do piso ao teto. Essas paredes móveis deslizam de um lado para o outro e se dobram para revelar e esconder equipamentos utilitários, abrir circulações e criar novos ambientes.

À medida que os painéis são abertos ou fechados, a casa é rearranjada para comportar as diferentes atividades: comer, relaxar, assistir TV, armazenar, cozinhar, etc.

Como acontece em projetos com limitação de espaço realizados em barcos e aviões, as paredes têm múltipla função. Na cozinha, por exemplo, elas escondem armário, mesa e forno. No living e no quarto elas abrigam luminárias que podem ser estendidas por braços metálicos, complementando a iluminação geral embutida no forro e em sancas que percorrem todo o perímetro do apartamento.

Arq2

Diferente do convencional, na Pop-Up House, não é o quarto que contém um guarda-roupa, mas o guarda-roupa que contém um quarto. Por trás dos painéis de madeira também se esconde o banheiro compartimentado em cabines.

Faixas pintadas nas bordas dos painéis indicam o encontro dos módulos e adicionam um pouco de cor aos ambientes, enquanto que puxadores pretos sinalizam ao usuário onde abrir portas e salas.

Arq4

Arq5

Fonte: Casa Vogue

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: