Hotel caverna na África envolve os visitantes com proposta rústica

As acomodações instaladas dentro de formações rochosas levam o hóspede a experimentar momentos no melhor estilo da Idade da Pedra

Recortados pela encosta da montanha, os quartos são rodeados por pinturas rupestres datadas de 6 mil anos (Divulgação/Kagga Kamma Nature Reserve)

Recortados pela encosta da montanha, os quartos são rodeados por pinturas rupestres datadas de 6 mil anos (Divulgação/Kagga Kamma Nature Reserve)

Para quem tem curiosidade em saber, empiricamente, como é a vida dos Flintstones, uma boa pedida é visitar esse hotel na África do Sul. Aninhado entre as rochas da bela região de Cederberg Mountains, as acomodações únicas instaladas dentro de cavernas carregam o clima da época pré-histórica, claro, em diálogo com as melhores comodidades da era moderna. 
Recortados pela encosta da montanha, os quartos são rodeados por pinturas rupestres datadas de 6 mil anos, e ficam na região que hoje é considerada uma reserva natural preservada. Mesmo com todo este teor que marca um tempo específico, o viajante do século 21 encontra todos os detalhes de luxo para ter uma confortável e peculiar estadia. 

Os dormitórios foram construídos em dez minicavernas que se abrem para vistas espetaculares da paisagem. Compostas em estonteantes formações rochosas que se misturam à decoração do ambiente, cada suíte inclui um terraço particular e custa cerca de R$ 576 por noite. A estrutura inclui ainda área de relaxamento com spa, salões para eventos, piscina e o restaurante colocado na parte externa, adornado pelas pedras, com as mesas em volta de uma típica fogueira de acampamento. 

 (Divulgação/Kagga Kamma Nature Reserve)

(Divulgação/Kagga Kamma Nature Reserve)

Para o hóspede que quiser aproveitar um contato ainda mais próximo com a natureza, o resort oferece a opção do Outcrop Open Air Room, um cômodo para passar o dia e a noite completamente ao ar livre. Ali, quando o sol se esconde, a cama aberta recebe o panorama das estrelas e leva ao turista o show celeste, valorizado pela ausência de poluição ou da civilização circundante. 

A região denominada Kagga Kamma, localizada a cerca de 250 quilômetros da Cidade do Cabo, foi adquirida em 1986 por Willie de Waal , Pieter de Waal e Pieter Loubser, junto a três fazendas adjacentes. No ano seguinte, eles construíram uma casa de pedra voltada para entretenimento com os amigos, que se apaixonaram pela ideia. Foi quando os proprietários perceberam que poderiam compartilhar esse espaço com um número maior de pessoas protegendo uma área mais extensa, e decidiram criar, em 1988, a reserva natural. 

Quando os clientes não estão no aconchego de seus “quartos caverna”, podem ainda desfrutar de uma série de atividades, como percursos de mountain bike, safaris de bicicleta e excursões em veículos 4X4 com guias qualificados, caminhadas, trilhas, passeios noturnos, para citar apenas algumas formas de diversão. “É o mais perto que se pode chegar na natureza, com luxo”, disse em entrevista ao site do jornal britânico Daily Mail, Mail Online, Trish Heywood , um cliente fiel que esteve no hotel em janeiro.

 (Divulgação/Kagga Kamma Nature Reserve)

(Divulgação/Kagga Kamma Nature Reserve)

 (Divulgação/Kagga Kamma Nature Reserve)

(Divulgação/Kagga Kamma Nature Reserve)

Fonte: Lugar Certo –  Joana Gontijo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: