Rebaixar o teto com gesso traz mais leveza e profundidade para a decoração

Rebaixamento é uma técnica que permite criar projetos com características que vão além da estética do ambiente
O gesso é um grande aliado para se desenvolver um bom projeto luminotécnico (Zuleika de Souza/CB/D.A Press)

O gesso é um grande aliado para se desenvolver um bom projeto luminotécnico (Zuleika de Souza/CB/D.A Press)

Para criar projetos de interiores que ofereçam conforto, funcionalidade e beleza é preciso investir em soluções que aliem estética e praticidade. Para os tetos, uma das alternativas mais indicadas por profissionais do design de interiores é o rebaixamento com gesso. A proposta é versátil e cai bem em vários tipos de projetos. “O rebaixamento pode ser especificado tanto para projetos comerciais quanto corporativos, já que suas funções vão além da estética”, explica a designer de interiores Fabiana Visacro.

De acordo com a profissional, uma das principais atribuições que o gesso agrega é a capacidade de criar uma iluminação mais sofisticada. “O gesso é um grande aliado para se desenvolver um bom projeto luminotécnico. Sem ele é praticamente impossível criar a iluminação mais adequada para cada ambiente”, analisa Fabiana.

Além disso, o gesso é um elemento que permite camuflar no ambiente toda a infra-estrutura do espaço. “Entre o forro e a cobertura podem estar as tubulações elétricas, hidráulicas (no caso de áreas molhadas no pavimento superior), cabos de automação, áudio, vídeo, caixas de som ambientes, câmeras de monitoramento e até projetores de imagem, no caso de uso do telão”, enumera o arquiteto Luís Fábio Rezende.

 (Divulgação/Osvaldo Castro)

(Divulgação/Osvaldo Castro)

Versátil, o gesso também pode ser um recurso para dividir dois ou mais ambientes. “Utilizei o gesso, por exemplo, em um quarto de menina multifuncional. Como o espaço reunia área de vestir, dormir, estudar e brincar optei por utilizar o gesso que forma um L com a parede colorida, delimitando a área de estudos”, conta a designer.

O mesmo recurso também pode ser empregado em espaços comerciais. “Às vezes, temos ambientes integrados que precisam estar setorizados para não criar a ideia de desorganização. Ao invés de criar obstáculos no ângulo de visão e tornar o espaço compacto, uma alternativa é delimitar os espaços com detalhe de gesso e iluminação”, sugere Fabiana.

O recurso não é aconselhado apenas para ambientes onde o pé-direito é muito baixo. “Minha média é 2,60 m, com essa altura ou mais é possível usar o recurso sem medo”, aconselha Fabiana. Luís Fábio acrescenta: “verifique se haverá lustre ou outros objetos fixados no forro, para que ele seja reforçado. Uma boa ideia é sempre optar pelo forro estruturado, que é mais resistente e garante um alinhamento perfeito”.

 (Divulgação/Daniel Mansur)

(Divulgação/Daniel Mansur)

Fonte: CorreioWeb – Lugar Certo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: