Reforma do sofá transforma o móvel a cada temporada de uso e renova a casa

Na hora de mudar a decoração dos ambientes, a reforma de estrutura e acabamento do sofá é uma atitude sustentável que traz economia sem abrir mão da beleza de uma peça-chave
No projeto da Líder Interiores, assinado por Luiz Fernando Redo e Carlos Hansen, o sofá laranja tem almofadas de pluma sintética e estrutura metálica (Líder Interiores/Divulgação)

No projeto da Líder Interiores, assinado por Luiz Fernando Redo e Carlos Hansen, o sofá laranja tem almofadas de pluma sintética e estrutura metálica (Líder Interiores/Divulgação)

Reformar o mobiliário dá uma cara nova ao ambiente. Sem falar que, além de pesar menos no bolso, é uma atitude de reaproveitamento louvável. O sofá, tão imprescindível no espaço residencial ou profissional, é a peça que mais combina com uma roupagem diferente a cada temporada de uso. No entanto, só vale reformar o sofá antigo se o material usado na fabricação for resistente. Aí, você vai poder escolher materiais de boa qualidade para a confecção do móvel, assim como outro designer. É possível manter aquela poltrona ou sofá que herdou da avó com o mesmo ar vintage.

Victor Aguiar, da Casa Aguiar, reforma sofá há 15 anos. Com tanta experiência, ele conta que hoje quem compra sofá novo são os recém-casados ou quem adquiriu uma peça de qualidade inferior, com pouca durabilidade. “A reforma é sempre mais barata. E só não é indicada se a estrutura do sofá for ruim. Se a estrutura tiver uma madeira boa, resistente, diferente dos móveis atuais, financeiramente é melhor recuperá-lo. E, para quem tem crianças pequenas, é melhor aumentar a vida útil do sofá com uma reforma e deixar para comprar mais tarde.”

De acordo com Victor, a Casa Aguiar atende o cliente, que geralmente leva fotos do móvel e do espaço. Se tiver dúvida, todas são sanadas a partir do momento da visita da empresa na casa para o orçamento final. Serviço contratado, o móvel é renovado e entregue. “Ao reformar, o cliente tem a chance de escolher tecidos melhores, mais resistentes. Tem uma poltrona Luís XV com tecido marrom e quer trocar por um azul-turquesa para evidenciá-la no ambiente. Vale a pena porque, muitas vezes, ainda que a estrutura seja excelente, os tecidos são mais bonitos do que bons.” Ele conta que os tecidos mais procurados são linhos, jacquards e camurças.

Sugestão de modelo da Carbono para inspirar quem deseja mudar o modelo que tem em casa: tecido de linho com pés de madeira  (Carbono/Divulgação)

Sugestão de modelo da Carbono para inspirar quem deseja mudar o modelo que tem em casa: tecido de linho com pés de madeira (Carbono/Divulgação)

Quanto ao preço, ele informa que, em geral, chega à metade do novo, claro, dependendo do tecido. Victor diz que, em média, um sofá de três lugares, por exemplo, fica em torno de R$ 1,5 mil a R$ 2 mil. Além de reformar, a empresa oferece o serviço de transformação de estilo. Ou seja, de repente, a pessoa herdou o sofá da avó, mas quer um modelo mais moderno e ficar com a peça pelo valor sentimental. “Ou ganhou um modelo arredondado e prefere o de linhas retas. Fazemos a transformação, desde que a espuma seja de qualidade. O valor é maior porque espuma não é barato. A média é de R$ 2 mil a R$ 2,5 mil.” E, para quem pensa que esse serviço não é tão procurado, saiba que há demanda o ano todo. “O trabalho aumenta em outubro e novembro, já que todos querem a casa bonita para o fim de ano.”

Capa

A arquiteta e gerente comercial da Líder Ponteio, Ângela Saraiva, enfatiza que há duas tendências de sofás que têm invadido as casas. Primeiro, os modelos de linhas mais retas e, em segundo, os com estilo retráteis. “O sofá retrátil é mais confortável para ver TV, mas quando a visita chega ele deixa de ser uma chaise aberta e se transforma num sofá de estar, ideal para os convidados. O assento retrátil também é ideal para apartamentos menores, já que os donos terão aconchego, comodidade sem abrir mão de um sofá prático.”

Quanto ao material, Ângela recomenda apostar no linho, que chega com toda a força “por ser fresco e macio pelo grande percentual de algodão” (tem variedade de cores, do azulão, quase jeans, até o rústico num tom de marrom mais escuro), e a camurça biônica, que “recebe uma tecnologia tornando-a lavável e mais resistente. Inclusive, sai o tão temido risco de caneta, além de desastres com café, vinho e chocolate. É superprático”.

Sofá jeans com estrutura metálica. Confortável e elegante, é resistente para o dia a dia (Lider Interiores/Divulgação)

Sofá jeans com estrutura metálica. Confortável e elegante, é resistente para o dia a dia (Lider Interiores/Divulgação)

Ângela conta que a empresa também oferece serviço de reforma. “Nossos sofás têm estrutura metálica e garantia de 10 anos. Nesses anos, o cliente pode enjoar e é natural que queira mudar. Como a estrutura é o mais caro, a reforma com outro tecido vai deixá-lo novo e parecendo outro sofá. Nós prestamos esse serviço, com estofadores que conhecem nossos produtos, e damos garantia.”

Se a pessoa não quiser reformar o sofá, Ângela indica uma saída prática, rápida e que permite ter vários sofás ao longo do ano, se quiser. “Temos uma linha com capa. O cliente compra o sofá e depois pode adquirir outra capa em tecido diferente, com outra cor ou textura. Ela muda a decoração e a vida útil do móvel. De repente, ela cansou do couro e quer o jacquard. É possível e prático. Vale ressaltar que não vendemos capa, que é exclusiva para esse modelo que desenvolvemos.”

Escritórios 

A reforma de móveis também vale para ambientes de trabalho. Na tentativa de mudar o ambiente, muitas empresas economizam na hora da decoração contratando serviços especializados em renovar cadeiras giratórias, sofás de escritório e poltronas de auditório. Nessa mudança, o cliente escolhe a cor do tecido de acabamento, o que muda o clima do local. “Se a reforma que se tem em mente for apenas assistência técnica, por exemplo, ajustes poderão ser feitos no próprio local, mas, se for para trocar revestimento ou peças que necessitem de pintura, o móvel será levado para a fábrica da empresa para uma repaginada geral”, afirma Daniela Grineberg, arquiteta e sócia-proprietária da Inside Office, empresa de São Paulo que, além de fabricar, reforma e dá assistência técnica.

Em caso de mudanças grandes, de auditórios ou, por exemplo, de algum tipo de sofá em grandes quantidades, ela conta que a empresa se propõe a fazer uma amostra do produto para apresentação do serviço. “Além disso, é vantajoso, já que há um ano de garantia do serviço. O projeto de reforma é feito depois da visita de técnicos da Inside Office, que avaliam as condições do mobiliário. Caso sejam cadeiras da própria empresa, tudo é reformulado, desde o acabamento até a estrutura. Se forem poltronas de outra marca, há uma avaliação inicial para saber o que pode ser trocado.”

Projeto de Luiz Cláudio e Marcus Lima Salvador  (Líder Interiores/Divulgação)

Projeto de Luiz Cláudio e Marcus Lima Salvador (Líder Interiores/Divulgação)

 

Fonte: Lugar Certo – Por Lilian Monteiro – Estado de Minas

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: